quinta-feira, junho 29, 2006

# LXXXV - Divos - Quatro - Jimmy Scott


(Autógrafo de Jimmy Scott, para mim!)

Quando soube que Little Jimmy Scott, um dos meus favoritos vocalistas e com estatuto de culto no meio jazz, actuaria naquele sábado distante (27 de Setembro de 2003), no Rivoli, abrindo o 13º Festival de Jazz do Porto, pensei que era uma oportunidade única - in a lifetime - para o poder ouver (ouvir e ver), quem sabe fotografar e, Deus é grande quando quer, talvez até conseguir falar com ele e pedir-lhe um autógrafo.

[ Podem saber mais acerca dele aqui. ]

Tudo cumprido. Foi uma noite única. Na altura, com 78 anos Scott era um dos melhores vocalistas jazz, com interpretações no seu currículo de criações de Gershwin, Porter, Van Heusen, Berlin, Ellington ou Mercer. Aqui fica um cheirinho da sua fabulosa mestria a cantar There will never be another you, de Harry Warren e Mack Gordon, uma canção de amor, escrita por um coração despedaçado e completamente apaixonado. Perfeita!

This is our last dance together,

Tonight soon will be long ago.

And in our moment of parting,

This is all I want you to know...

There will be many other nights like this,

And I'll be standing here with someone new.

There will be other songs to sing,

Another fall...another spring...

But there will never be another you.

There will be other lips that I may kiss,

But they won't thrill me,

Like yours used to do.

Yes, I may dream a million dreams,

But how can they come true,

If there will never, ever be another you?

Yes, I may dream a million dreams,

But how can they come true,

If there will never, ever be...Another you?







1 comentário:

Beija-Flor disse...

Tive o privilégio de ter vivido Jimmy Scott nessa mesma noite. A Voz, a presença, a beleza divina de um ser humano. Fiquei com o sorriso que me ofereceu.

Que bom, que o tenhas partilhado aqui.