domingo, maio 24, 2009

# CCCVI - Lara Li, o encontro com a diva


[Gosto tanto de ti, cantava ela - Maio'09, Leça da Palmeira]



Há anos que vou passando pelo B Flat - conheci-o na cave (com um ambiente basfond que lhe assentava como uma luva) perto da Câmara Municipal de Matosinhos. Ali vi concertos (Fátima Serro, Paulo Gomes, Kiko, Trupe Vocal, Carme Canela, Paula Oliveira,...) que me deram a conhecer bons trabalhos, algo arredados dos circuitos ditos comerciais. Depois, durante algum tempo, o B Flat mudou-se para junto da fonte luminosa, num local em que se perdia completamente a mística do espaço, com uma acústica de bradar aos céus. Lembro-me de ter visto, entre outros, Jacinta a homenagear Zeca Afonso e a percorrer a sua carreira. Neste momento, o B Flat está nas Docas do Porto de Leixões, em Leça da Palmeira e regressou a umas instalações condignas para um projecto com a qualidade que o B Flat apresenta. Continua a contar com a imagem da casa - a unique Tila e o eficiente músico António Ferro - esbanjando simpatia e semeando a vontade de voltar.

E ontem fui jantar ao B Flat. A melhor parte foi a das sobremesas - uma mousse de manga, um Cheesecake com cobertura de framboesa e a Lara Li.

A primeira parte do espectáculo foi muito jazzística, com Ricardo Diz e AP a dar-nos, entre outras, composições como Feeling like my favourite things - uma mistura de Nirvana com My favourite things, do Música no Coração. Também gostei da interpretação do tema Vera Cruz, parecendo-me ouvir Elis Regina a cantá-lo enquanto os dois o "instrumentavam"!

A segunda parte era o mais esperado momento da noite. Lara Li percorreu maioritariamente a música portuguesa e aventurou-se até (e bem!) num Besa-me Mucho e, em homenagem ao sítio jazzístico em que nos encontrávamos, num Misty fabuloso!

A dicção da Lara Li continua impecável - não são muitas as cantoras que têm o dom de cantar cada sílaba de modo a que se a entenda. A elegância, no porte e na atitude, continua a ser a marca registada da cantora. A simpatia, escondida atrás de uma timidez que espreita aqui e ali (como será possível!), (con)vence qualquer um. Lara Li continua a ser uma diva. É pena não termos acesso a mais trabalhos seus publicados...

Miguel Braga que acompanha Lara Li, sendo já difícil deixar de os associar, esteve magnífico na condução do piano. A penúltima canção (foi muito bom ouvir Telepatia, Quimera do Ouro, Eu gosto tanto de ti, Jura, Secreta Passagem,...) é, para mim, o "must_of_all" da cantora - acho, como lhe disse a ela, que me apaixonei pela Lara Li quando a ouvi cantar este Barco Negro, batendo com os dedos no microfone, na televisão há uns anos. E ontem adorei "ouvê-la", a um metro de mim, a repetir a proeza.

Fica o vídeo que registei com a máquina e algures na minha alma, também!









Barco negro.
Música: Caco Velho, Piratini Letra: David Mourão-Ferreira

De manhã, temendo, que me achasses feia!
Acordei, tremendo, deitada n'areia
Mas logo os teus olhos disseram que não,
E o sol penetrou no meu coração.[Bis]

Vi depois, numa rocha, uma cruz,
E o teu barco negro dançava na luz
Vi teu braço acenando, entre as velas já soltas
Dizem as velhas da praia, que não voltas:

São loucas! São loucas!

Eu sei, meu amor,
Que nem chegaste a partir,
Pois tudo, em meu redor,
Me diz qu'estás sempre comigo.[Bis]

No vento que lança areia nos vidros;
Na água que canta, no fogo mortiço;
No calor do leito, nos bancos vazios;
Dentro do meu peito, estás sempre comigo.

15 comentários:

deep disse...

Este é também o meu tema preferido!

Parabéns pela gravação... está óptima.

Tens razão: a dicção é perfeita. Diz "loucas" e não "lôcas" ( à lisboeta).

Boa semana. :)

tsiwari disse...

deep: a gravação está algo melhor que a apresentada. Esta foi comprimida para poder fazer o upload - e não sou perito em tratamento de vídeo! Bgdo pelas palavras simpáticas.

Bjo e boa semana para ti.

Alecrim disse...

Adoro esta canção. Desde sempre. Foi um prazer ouvi-la hoje.

tsiwari disse...

Alecrim : como escrevi no post, tb me é das mais queridas do repertório da Lara Li.

;)***

Luan Silva disse...

Conheço pouco da musica portuguesa, devo admitir. Uma banda que faz parte da minha playlist é Luar Na Lubre. Adoro os acordes e a base celta que eles tem.
Mas tenho de dizer... Essa musica tocou em algo mais profundo, do que apenas meus ouvidos. Com toda certeza, essa mulher é uma diva!
A letra me lembrou um antigo mito que eu gosto muito. E a voz... Sem comentários. O video ficou ótimo e pegou um angulo interessante! Adorei a Lara Li!

zef disse...

Tsiwari, às vezes, antes de ir dormir, visito os amigos. Quase sempre vale a pena. Hoje valeu mesmo.
Um abraço

tsiwari disse...

Luan : A música portuguesa - ou melhor, a música que se faz em portugal - merece ser conhecida. Aposta nisso que dar-me-ás razão. ;)

Luar na Lubre são um grupo da Galiza - uma parte de Espanha possuindo muito em comum com o Norte de Portugal.

Abç

Laura disse...

Também eu gostei, muito.
A Lara Li era daquelas cantoras que me fazia cantar cantar cantar.
Obrigada, mais uma vez!

tsiwari disse...

zef : ainda bem que gostaste. Eu, apesar de gostar imenso desta interpretação, não a tinha em registo áudio. Imaginas como fiquei contente por ver e gravar.
;)

Abç e volta sempre.

tsiwari disse...

laura : desconfio que ainda te faz cantar, cantar, cantar... e encanta-nos!

Bjo e vai passando.

;)

Rosa dos Ventos disse...

Foi um óptimo complemento da minha sobremesa do almoço!
Também gosto muito de a ouvir...

Abraço

tsiwari disse...

Rosa dos Ventos : em termos de sobremesas musicais nós somos muito bons garfos!

;)***

Anónimo disse...

Marisol gostou? eo Zé?

tsiwari disse...

Anónimo das 1:57 PM - Não entendi...

;(

Anónimo disse...

Obrigado pelo video! A voz da Lara Li conquista facilmente... tem alguma coisa de especial, cativante! Para uma cantora detentora de voz tão harmoniosa, que obteve tanto sucesso (se bem que foi principalmente na década de 80) constato, com surpresa (e pena) que os concertos são mto raros e é difícil aceder aos seus trabalhos; pouco se encontra na internet e nas lojas ainda é mais complicado! daí que acredito que esta actuação tenha sido inesquecivel! Gostaria de saber se seria possível colocar na net outras canções deste concerto (para quem não soube da sua existência e ñ pode assistir)Obrigado