sábado, setembro 30, 2006

# CXLVII - Para recordar

Uma das minhas divas favoritas.
Numa das suas canções maiores.
E, claro que se estivesse na plateia, a fazer de figurante, também eu depressa me esqueceria de tal e bateria palmas sem parar quando o fado se acabasse de cantar...





BARCO NEGRO

Música: Caco Velho, Piratini
Letra:
David Mourão-Ferreira
Intérprete: Amália Rodrigues

De manhã temendo que me achasses feia
acordei tremendo deitada na areia
mas logo os teus olhos disseram que não
e o sol penetrou no meu coração
vi depois uma rocha na cruz
e o teu barco negro dançava na luz
vi teu braço acenando entre as velas já soltas
dizem as velhas da praia, que não voltas
são loucas... são loucas


Eu sei meu amor
que não chegaste a partir
pois tudo em meu redor
me diz que estás sempre
comigo...


No vento que lança a areia nos vidros
na água que canta no fundo mortiço
no calor do leito no barco vazio
dentro do meu peito estás sempre comigo
lará... lará... larará... aaaaa... aaaaaaa...
mumm...


Eu sei meu amor
que não chegaste a partir
pois tudo em meu redor
me diz que estás sempre
comigo...

6 comentários:

bell disse...

Não consigo encontrar o teu lado esquerdo?!

TsiWari disse...

bell : esse lado é só para experiêcias. ;)
Obgdo pela visita e pelos comentários.

MAM disse...

Já tinha saudades de deixar-te saudades. A Amália fica bem neste entrtemeado de palavras, com a voz que tinha, a lembrar, sempre o que não tínhamos nem houveramos de ter...

Olha, tive dificuldades em distinguir o "ton sur ton" dos negros, onde está a postage. Experimenta, a ver o que dá.
abraço
armandina

Sofia disse...

Olá,
Cá estou para agradecer e retribuir a sua visita. Bom saber que você gosta do Legião Urbana !!
Abraços,

deep disse...

Ora... por onde é que hei-de começar? Llasa: adoro; Amália: comove-me; Legião Urbana (peço desculpa por me intrometer na "conversa"): gosto muito de alguns temas.
Bjs e boa semana.

MRF disse...

este é um dos meus fados predilectos! um dia destes roubo-to para o Divas ;)