terça-feira, maio 01, 2007

# CXCVIII - De novo, Maria João.


(Nos bastidores, com Zé Eduardo)


Na Casa da Música. Domingo, 29 de Abril de 2007. Ainda as comemorações do 25 de Abril.

O espectáculo tinha duas partes bem distintas.

Uma -a primeira- com a Zé Eduardo Unit, revisitando o seu cd de 2004 "A Jazzar no Zeca". A banda apresentou os elementos habituais JESUS SANTANDREU (sax tenor), ZÉ EDUARDO (contrabaixo) e BRUNO PEDROSO (bateria). Tocaram pouco. Bem, mas pouco. Se calhar, era o respeito pelos dois parceiros que se seguiam...

Intervalo.

Segunda parte. Entra a dupla que foi recebida numa apoteose de aplausos, Mário Laginha e a Maria João. O piano ganha uma vida incrível naquelas mãos. Entram no reportório do Zeca Afonso. Intercalam com temas deles próprios. A Maria João não fala. Canta, gesticula com uma graciosidade única, dança, afasta-se, aproxima-se, canta...

Até que chega o tema "O meu menino é de ouro". Começa muito bem... falha-lhe a voz... tenta continuar...falha-lhe a voz... as lágrimas correm-lhe pela cara abaixo. O público emociona-se também... e bate-lhe palmas, muitas palmas... mimando-a, sentindo com ela as saudades dos tempos em que cantavam esta canção de embalar aos próprios filhos, dos tempos em que o Zeca -menino de ouro- cantava para nós...

Ela interrompe. Pede ao público que cante com ela... Recomeça, toda a canção de novo. O público junta-se à dupla ... "Levo o menino / No meu trenó / Levo o menino / No meu trenó...".

A Maria João falou então. Muito... a descontar o que não tinha dito. A contar da sua ida a casa do Zeca, com ele já doente. A contar como tomou contacto, bem mais tarde, com a sua música. Uma música linda, linda, linda... A contar das saudades, que vieram todas de uma só vez ao cantar esta canção... do Zeca, do seu próprio filho João (já com 17 anos), do tempo que lhe roubou para perseguir este seu sonho de ser cantora. E as lágrimas teimavam... nela e na audiência.

Acabamos a cantar outras do Zeca... traz outro amigo também!

---<@

Porque a Maria João tem cd (belíssimo!) novo e porque nada tenho dela a cantar o Zeca, deixo a sua versão do tema cantado pelos Los Hermanos (sim...os da Anna Júlia!!!). Parece outra a canção...para mim, a melhor de todo o novo cd.


---<@



A Outra [Marcelo Camelo ]

Paz, eu quero paz
Já me cansei de ser a última a saber de ti
Se todo mundo sabe quem te faz chegar mais tarde
Eu já cansei de imaginar você com ela
Diz pra mim se vale à pena, amor
A gente ria tanto desses nossos desencontros
Mas você passou do ponto e agora eu já não sei mais...

Eu quero paz
Quero dançar com outro par pra variar, amor
Não dá mais pra fingir que ainda não vi
As cicatrizes que ela fez
Se desta vez ela é senhora deste amor
Pois vá embora, por favor
Que não demora pra essa dor... sangrar







10 comentários:

Rosa dos Ventos disse...

Também gostava de lá ter estado!
Mas ainda bem que o teu blog me levou até lá...

João Paulo Pedrosa disse...

Bom, se eu tivesse lá estado também tinha chorado que me fartava. Só ouvir o duo já me emociona, fico logo num estado alterado, mas com essas confidências... aí era certinho.
Obrigado por teres ido e principalmente por teres contado tão bem o que se passou.

solitude disse...

Gosto da Maria João. Gostava de lá ter estado. Ouvi-a uma noite a cantar com o Rui Veloso "as regras da sensatez" que é para mim das músicas mais bonitas dele. Até hoje ainda não consegui encontrar esse momento em lado nenhum. Valeu por muitos momentos bons da vida...

deep disse...

Seu sortudo! Que inveja!

TsiWari disse...

rosa dos ventos : este pretende ser, também, um espaço de partilha(s). ***

JP, bem aparecido! [[ ]]'s

solitude : pensava que te tinhas eclipsado destas páginas!! ;)**********

deep : valeu, mesmo! ***

MRF disse...

Ah como eu gostaria de ter presenciado essa noite de música boa e tantas emoções.

Amanhã (logo) estarei na Casa da Música. mas serão outras emoções. tb boas. que ando há anos à espera de ver Ute Lemper.

TsiWari disse...

mrf : também lá estarei, a (ou)ver a Ute.

Depois contaremos... ***

Rosa disse...

Chefinho, já vi que gostas mesmo da Maria João:) Ainda bem que consegues arranjar tempo para fazer as coisas que mais gostas:)

Gargalhas disse...

Ai, quem me dera ter "ouvisto"... Assim que vi o cartaz, pensei: "Deve ser brutal..." E, pelos vistos, foi mesmo.

Sim, vim espreitar o teu espaço depois de tanto tempo sem me sentar aqui! :) ***

TsiWari disse...

Gargalhas: é da maturidade...o bom gosto!

Bom rever-te. Passa sempre... ***