domingo, maio 06, 2007

# CC - Mãe


(As cores que a vida tem, as cores que a vida não tem)

A minha homenagem a todas as mães. Todas... não as que pariram... as que sabem trocar olhares que são porto de abrigo para muitas crianças, as mães de coração, de entrega, de sacrifícios, de vontades, de cumplicidades, de acompanhamento, de AMOR!

----<@

Mãe preta
(Piratini e Caco Velho)


velha encarquilhada / carapinha branca
gandola de renda / caindo na anca
embalando o berço / do filho do sinhô
que há pouco tempo / a sinhá ganhou

era assim que mãe preta fazia
criava todo branco / com muita alegria
enquanto na senzala / seu bem apanhava
mãe preta mais uma lágrima enxugava

mãe preta, mãe preta, / mãe preta, mãe preta

enquanto a chibata / batia em seu amor
mãe preta embalava / o filho branco do sinhô


----

A versão menos badalada de Lameirinhas :



2 comentários:

Rosa disse...

Acho que uma mãe nos protege sempre, mesmo quando já estamos entradotes na idade:)
Concordo que não são apenas mães as que nos pariram, eu pessoalmente tenho duas que amo mais que tudo:)

Rosa dos Ventos disse...

Agradeço de todo o coração!