segunda-feira, março 24, 2008

# CCXXXIX - Introspecção


(Senhora das Dores)



revitalizado o Jorge Palma, trouxeram-me, numa conversa, um dos seus temas marcantes.
e eu, que não cultivo Jorge Palma, concordei com a força do tema.
noutra voz. mais minha.
em partilha, Paulo Bragança no tema de Jorge Palma, Minha Senhora da Solidão.


Minha senhora da solidão
Minha senhora das dores
Quanto tempo falta para te ver sorrir
Quantas misérias ainda vais exibir
Quanto tempo mais vou ter de te ouvir queixar?

Minha senhora da solidão
Vê como o sol brilha hoje
Odeio ver-te sempre de luto
Gostava de ver o teu olhar enxuto
De descobrir alguma graça no teu andar

O teu crucifixo não me ilumina
O teu sacrifício não me pode fazer bem
Não é bom para ninguém
Oh não, não ajudas ninguém...

Minha senhora da solidão
Minha senhora dos prantos
Tens um "ai" encravado na boca
Que dia após dia te sufoca
Precisas bem mais do que uma simples oração

Minha senhora da solidão
Minha senhora das culpas
Tenho que evitar o teu contágio
Não quero mais saber do teu naufrágio
A praia esteve sempre ao alcance da tua mão

O teu crucifixo não me ilumina
O teu sacrifício não me pode fazer bem
Não é bom para ninguém
Oh não, não ajudas ninguém...







13 comentários:

deep disse...

Confesso: gosto mais do original do Jorge Palma, mas eu sou suspeita...

Fica bem. :)

MRF disse...

Eu adoro o Jorge Palma, acho que é um dos nossos melhores músicos e intérpretes, mas esta Minha Senhora da Solidão é a cara chapada do Paulo Bragança... :)

bj

isabel disse...

pois...eu também sou suspeita!

TsiWari disse...

Meninas : eu não "cultivo" Jorge Palma. Assim, não o conheço... Há alguns músicos cantautores com os quais, se calhar, embirro um bocadinho.

Reconheço que há nele alguma genialidade, um "ne sais quoi" de rebeldia que me agrada mas...

Quem sabe um dia, perante tantas (e merecedoras de consideração) recomendações, eu venha a ouvir Palma com prazer.

Já Paulo Bragança... é-me outra história!

*** *** *** (3 para cada uma!)

;)

Girafa cor de rosa disse...

upssssss, acho que vou ser repetitiva!:)))!! Mas "prontos" deixo os meus agradecimentos pelo o teu "WWWOOOOOOOWWWWW" no meu cantinho, sinónimo de alegria partilhada! Obrigada e Bjs.

Matilde disse...

Não deixa de ser curioso encontrar esta canção. Ainda há poucos dias me falavam dela e nas duas vozes que partilha. Estou de acordo com Deep, fico-me pelo Jorge Palma: "...Não é bom para ninguém
Oh não, não ajudas ninguém..."

TsiWari disse...

girafa : felicidades!!! :)**

matilde : há coincidências mesmo!

;)***

PintoRibeiro disse...

Ora assim se vai conhecendo a classe de que se fala.
Boa noite.

TsiWari disse...

pintoribeiro : sem entender muito bem o que acabou por escrever, seja bem vindo.

Rosa dos Ventos disse...

Não conhecia o tema e gostei!
Há que séculos que não ouvia o Paulo Bragança cuja voz especial eu muito aprecio.
Também gosto do Jorge Palma.
Esta Senhora da Solidão tocou-me de muito perto...

Abraço

TsiWari disse...

rosa dos ventos : que melhor comentário que este em que dizes que te tocou o tema!!! ***

Anónimo disse...

cultivando momentos sós... reclamando da vida revejo-me neste conjunto de notas e letras... Encontro aqui a materialização de estar só sentindo-me acompanhado. Jorge Palma faz parte da minha vida, por isso o partilho, dando a conhecer coisas que só de mim falam... Esta musica em especial muito me diz! Simplesmente FABULOSA!

TsiWari disse...

coisas em que concordamos...

;)