sexta-feira, dezembro 31, 2010

# CDXXV - Growing UP

.
.
.


[Algures da net]


Inexorável, na sua passagem, o tempo esvai-se.
E vai mudando as verdades. Substituindo-as. Até as desacreditar.



Delfins [A Queda De Um Anjo]

Testemunhos da verdade
Tanto vão de mão em mão
Que se perdem com a idade
Porque ninguém nasce ensinado
O que aprendi já está errado
Não acredito no meu passado

É a queda de um anjo
Em cima de um homem
Que ao ganhar idade
Perde a razão
Ontem liam evangelhos
Hoje é lei a constituição
Mas que ninguém me dê conselhos
Nunca gostei que a maioria
Organizasse o meu dia a dia
Não acredito em democracia

É a queda de um anjo
Em cima de um homem
Que ao ganhar idade
Perde a razão.
A todos os anjos
De todos os sexos
Agarrem as asas ao cair do chão.



12 comentários:

Rosa dos Ventos disse...

O tempo vai mesmo mudando as verdades...
Gostei, como sempre!
Tudo de bom para ti e para quem amas!

Abraço

deep disse...

Um 2011 Muito Feliz para ti e para os teus!

Um abraço amigo. :)

tsiwari disse...

Rosa dos Ventos: obrigado. Para ti, e para os teus, também!

:)*

tsiwari disse...

deep : Outro! E que 2011 te seja bem bom!


:)***

IC disse...

Não sei se o tempo vai mudando as verdades, concordo é que tem vindo a desacreditá-las.
Um excelente 2011! Pessoal, familiar e profissional.
******

Teresa Lobato disse...

Conheci os Delfins, aqui há uns anos, através das minhas filhas, que me levaram a alguns concertos. Belas melodias, belos textos. E lá continuam as memórias :)

Tudo de bom para ti, querido amigo, grata por esta partilha que já dura há cinco anos!

Abraço
TL

tsiwari disse...

IC : que mais são as coisas senão o que delas cremos? O desacreditar faz com que deixem de ser o que eram, que mudem, portanto...


Obrigado, Isabel. Para ti também :)*******

tsiwari disse...

Teresa Lobato - o tempo vai, mesmo, passando.

E há coisas boas que vão ficando, malgré tout.


Um beijo e os votos de muitos momentos felizes para ti

wandering disse...

O que muda são os referenciais, e ainda bem, quando se mantêm durante muito tempo, normalmente, surgem os preconceitos.

Anjos e asas; ter asas, poder voar, ser livre; algo imutável há demasiado tempo.

Não ter asas e conseguir voar, isso sim, é ser livre - que o consigas fazer em 2011.

:)**

tsiwari disse...

wandering - é tudo, na verdade, uma questão de referenciais...

Gostei das asas de anjo serem coisa pouico extraordinária :)***

3za disse...

Um ano Excelente para ti! Obrigada pela visita e votos! :)

tsiwari disse...

3za : :)*