domingo, dezembro 16, 2007

# CCXXVI - Divas - Vinte e um - Dee Dee Bridgewater

-
-
-


(Nos autógrafos, o sorriso foi quem mais reinou...)


Porto, Casa da Música. Noite de 15 de Dezembro. 2007 verte os seus derradeiros dias, mas ainda deixa ficar na sua História este encontro da Orquestra de Jazz de Matosinhos com a diva Dee Dee Bridgewater.

Muito bem disposta, muito comunicativa, muito pessoa - Logo na primeira canção conquista o público ao distrair-se... e ao dizer :

"Ooooops! Também sou humana. Também tenho os meus enganos. Podemos fazer melhor. Vamos tentar..."


E se brilharam...

Algum exagero na brincadeira de tentar dizer os nomes dos músicos. Muita simpatia. Muito Jazz. Alguma emoção... E as canções antiguinhas do Jazz ali a desfilarem perante nós. Uma eficiente Big Band, uma performer de excepção e quase (ou)víamos Ella a cantar-nos. Um scat incrível. A voz instrumento de eleição...


Que outro destino poderia ter a filha de um músico que acompanhava Dinah Washington?

Uma noite a fazer parte das (boas) noites que nos ficam na memória...Contente por mergulhar naquele mundo jazzístico fascinante. Com pena por ter a diva em frente e não ouvir as canções do J'ai deux amours e, sobretudo, as do seu maravilhoso álbum de homenagem à música do Mali, Red Heart. Um cd obrigatório para os amantes de boa música!

Dee Dee lembrou-nos (antes de cantar Georgia) um dueto que fizera com Ray Charles... Fica aqui em audição.



Precious Thing [till the next... somewhere]
Dee Dee Bridgewater & Ray Charles

Take your ring
Isn’t it strange you're always leaving things
Never mind I know this rule is not a whole
I hope I made you feel less alone
Think of me while you roam

It is no strange
But it’s more, more than just a night of fling
There are things I believe should never be told, girl no
But you’re the only one I want to hold
Cause it can get awfully cold

Precious thing
You know our love is
such a wonderful thing
You make me dizzy whispering in my ear
Send my love to the next, somewhere

Dee Dee, Keep the ring
Ain’t it funny, right
I’m always losing things
But you’re like me you’ve known roaming
I hope I made you feel less alone
Think of me as you roam

Oh, precious thing
You know our love is
such a wonderful thing
Girl, you make me dizzy whispering in my ear
It’s you my love, till the next, somewhere

You say no strings
But freedom is still as
much yours as my thing
I know promises can be hard to keep
The price I paid to
learn, oh baby was just
too steep
But my still my love runs deep

(Both)
Precious Thing
You know our love is such
a wonderful thing
You make dizzy whispering in my ear
Soon my love. Till the next…somewhere.





3 comentários:

deep disse...

Sinto-me invejosa!...

Boa semana. ***

Rosa dos Ventos disse...

Linda esta "Coisa Preciosa"...
Neste dia fiz anos de casada (muitos) e o filhote ofereceu-nos um espectáculo com a Mafalda Arnauth, no Teatro da Trindade que é um mimo.
Foi o que se pôde arranjar mas eu até gosto de fado...

Abraço

TsiWari disse...

deep : foi muito bom, sim! Boa semana para ti também ****

rosa dos ventos : que delícia de presente! Parabéns pelo aniversário e por ter "criado" um filho capaz de oferecer mimos desses. Cá eu também gosto muito de fado... ***